Boa noite Mediocridade

Medíocre significa aquele que é médio, mediano.

Por definição metade das pessoas está abaixo da média, afinal uma média (mais precisamente a mediana) pré-supõe que metade de todos os elementos estejam abaixo do elemento mediano em si.

Logo, metade das pessoas são, por definição, medíocres em determinada atividade. E você provavelmente é um medíocre, afinal 1 a cada 2 pessoas o são em alguma coisa.

Isso parece simples, mas pense nos impactos.

Metade de todos os professores são medíocres. Metade de todos os médicos são medíocres. Metade de todos os bombeiros são medíocres.

Quando penso nisso duas coisas me vêm a cabeça. A primeira é que espero que você não caia na mão de algum profissional que está na metade que antecede a linha mediana global.

A segunda é que temos medianas locais, somos seres referenciais, logo, para julgar um professor por exemplo, você tomará como referencial os professores com os quais teve aula. Por consequência, em termos locais (e não globais) metade de todos os professores que já te deram aula foram considerados medíocres por você e provavelmente por seus colegas.  Lembrando que a mesma lógica é válida para qualquer profissão.

É lógico que um medíocre a nível local pode não ser medíocre a nível global. Alguém que dá aula nas melhores escolas do país provavelmente estará muito acima da linha de mediocridade global, porém pode ser medíocre na linha local, quando comparado com seus pares.

Assim como é possível você estar acima da linha de mediocridade local e se sentir bem com isso, mas sem reparar que está abaixo da linha da mediocridade global.

.  .  .

Essa constatação de que por definição metade das pessoas e profissionais sempre serão medíocres, é óbvia. Porém, contudo e entretanto nunca ouvi ninguém discutir isso. Nunca vi ninguém pensando “caramba, devo ser um medíocre na minha profissão.”

A lógica que vale aqui é a mesma que se repete em inúmeras pesquisas nas quais os pesquisadores chegam em estatísticas como as seguintes:

  • 90% das pessoas dizem conhecer alguém racista
  • Apenas 10% das pessoas se consideram racistas

ou

  • 90% das pessoas dizem conhecer um mal motorista
  • Apenas 10% das pessoas se consideram mal motoristas

Tem algo errado nessa estatística. Esse algo errado provavelmente é o ser humano com sua incapacidade de olhar para dentro e encarar seus defeitos com franqueza. Não se preocupe, as pesquisas do campo de psicologia nos dizem que não é só você.

Repito, por definição metade das pessoas são medíocres. Porém, provavelmente nosso cérebro não nos coloca no grupo que fica do lado anterior a linha mediana. Embora, matematicamente tenhamos 50% de chance de estar desse lado, do lado dos medíocres.

A estatística assusta e infelizmente não há nada que eu ou você possamos fazer para mudar isso além de encarar nossas limitações com franqueza, assumir nossos pontos fracos para então começar a melhorar.

Assim como para tratar qualquer doença, só podemos começar o tratamento depois que tomamos consciência dela. O mesmo é válido para a mediocridade.

Se você já está acima da mediana global, primeiro lhe dou os parabéns por fazer parte do seleto grupo dos não medíocres. E agora lhe convido a olhar para a sua linha mediana local.

Um abraço de quem é medíocre em algumas coisas (afinal sempre estaremos abaixo da média em alguma atividade) e nunca vai aceitar ser em outras!

~ Gabriel Vinholi

By |Categories: Carreira, Mindset e Filosofia do Sucesso|0 Comments

About the Author:

Gabriel Vinholi é autor do O Livro Negro dos Estágios e escreve no www.ductu.com.br um site focado no desenvolvimento pessoal e profissional de jovens. Antes disso, trabalhou na Fundação Estudar como responsável pelo LabX, maior programa de desenvolvimento de jovens lideranças do Brasil.

Leave A Comment