Essa é a segunda parte do texto Como Viajar Barato. Vou falar sobre como se hospedar gastando pouco e até como conseguir hostel e lugar pra ficar de graça!

Na primeira parte do texto falei sobre como economizar com passagens e como escolher o destino para gastar pouco. Se ainda não leu confere lá

2.0 Hospedagem

Antes de falar sobre como conseguir estadia de graça vamos falar nos meios tradicionais.

Qual o tipo de hospedagem mais barata enquanto viajamos? Antes que você responda Hostel, deixe-me te dizer que isso depende.

Para escolher o local e gastar pouco a primeira coisa a se considerar é: Quantas pessoas vão viajar com você?

2.1 Hostels para Viajantes Solitários

Se a resposta é nenhuma e você é um lobo solitário, então sim, hostels serão a opção mais barata.

E como conseguir um hostel gastando pouco? Na minha opinião o melhor site para reservar hostels é o booking.com. Ele é bem intuitivo e fácil de usar, te permite filtrar os resultados por tipo de propriedade (se você usar a língua em português, ao invés de hostel use albergue) e filtrar do menor para o maior preço.

Aqui o segredo é sempre olhar as notas de cada hostel dada pelos usuários e ler os comentários para evitar cair em furadas. Dê preferencia para hostels com pelo menos 10 avaliações, para a nota do hostel não ser muito influenciada por uma única pessoa.

O site é bem seguro, sempre faço reservas por ele e nunca tive problemas, pode usar tranquilo =)

Algumas dicas sobre o booking:

  • Se você começar a usar o site com frequência você vira um usuário “genius” que possui 10% de desconto em várias propriedades (se não me engano, isso ocorre depois de 4 reservas feitas pelo site);
  • O site diz que não cobra taxas, é mentira, cobram sim. Eles vão cobrar do proprietário do hotel, que pode acabar te passando esse valor (não são todos), se você acha que o hostel vai ter bastante vaga deixe para pagar quando chegar ou ligue antes e confirme o preço.
  • Promoções: O site as vezes faz algumas promoções muito boas, dando até 30 ou 40% de desconto. Nesses casos, a reserva pelo site vai ser mais barata que presencialmente. Um exemplo: enquanto viajava em Phi Phi, na Tailândia, achei um hostel que me falou um preço na porta, procurei no booking.com e o mesmo hostel estava mais barato;
  • Mesmo se você gosta de viajar na loucura, sem bookar hostel com antecedência, o booking.com é um excelente site para ter certeza que escolheu um bom hostel, sempre olhe as avaliações dos outros usuários =)
  • Sempre cheque o que está incluindo no hostel. Alguns oferecem café free e outros não, o mesmo para vagas de estacionamento e até wi-fi.

2.2 Hotel e Viagens em Grupo

Se você está viajando em 3 pessoas ou mais talvez compense mais vocês reservarem um quarto de hotel, que vai sair mais barato por cabeça do que cada um reservar uma cama no hostel.

Vocês provavelmente terão bem mais conforto, mas em compensação fica mais difícil conhecer gente, aí é com vocês decidirem =)

Para reservar hotéis também uso o booking.com. Então vale a pena procurar tanto hostel como hotel e, olhando os preços, decidir qual vale mais a pena.

2.3 Airbnb

O Airbnb está ficando cada vez mais famoso e com mais opções. Para quem não conhece, o Airbnb é uma plataforma que permite as pessoas alugarem suas casas ou quartos para outras pessoas. Você encontra tanto gente alugando a casa toda por meses, evitando pagar taxa pra imobiliária, ou alguém que usa a plataforma para alugar o quarto para visitantes e fazer uma graninha extra.

Pelo que já pesquisei de preço, o Airbnb é um boa opção ou quando você vai ficar muito tempo em algum lugar ou para grupos que conseguem reservar uma casa toda. Geralmente para um viajante sozinho alugar só uma cama não compensa, mas não custa olhar.

De novo, a dica aqui é sempre, sempre, sempre, olhar os comentários e avaliações sobre os “anfitriões” para não cair em furada. Sabendo olhar isso e escolhendo uma casa de alguém que sempre aluga e com boas recomendações não tem erro.

E lembre-se de olhar as regras da casa. Algumas casas permitem animais, outras não, algumas te deixam fumar dentro, outras não. Algumas também te deixam usar a máquina de lavar da casa e outras comodidades mais. Tudo isso fica visível na página de reserva.

2.4 Couchsurfing: Hospedagem de graça!

Couchsurfing também se tornou bem famoso (embora, com o crescimento do Airbnb, muita gente migrou pra este).

Basicamente o couchsurfing é uma plataforma estilo o Airbnb na qual você pode colocar um quartinho ou o seu sofá a disposição de viajantes, contudo a principal diferença é: Você não cobra por isso. Sim, ele é de graça =)

A ideia do site é permitir que quando você viaje você fique na casa de pessoas locais e assim conheça a verdadeira cultura local. Quem participa desse tipo de site costuma ser muito receptivo para conversar e mostrar a cidade, já que a pessoa está fazendo isso porque gosta e não para ganhar dinheiro.

De novo, a dica aqui é olhar comentários e avaliações para evitar furadas.

Outra dica importante é que muitas pessoas só aceitam hospedar quem já possui boas avaliações no site, então pode ser um pouco difícil alguém te aceitar no começo. O que você pode fazer é ver amigos seus que usam o couchsurfing e trocarem recomendações.

No site as pessoas também colocam qual língua falam, então cheque se seu anfitrião fala sua língua (geralmente todos os cadastrados falam inglês).

2.5 World Packers: Mais hospedagem de graça

Em resumo o Worldpackers é um site que permite você trocar trabalho por estadia. Existem vários hostels cadastrados no mundo todo e que te darão lugar pra ficar de graça, em troca de algumas horas de trabalho por dia.

Eu nunca usei, mas já conheci pessoas que usaram e disseram ser bem tranquilo.

Aqui a dica é atenção a que tipo de trabalho você vai ter que fazer e por quanto tempo. Os donos das propriedades descrevem isso na página e colocam quantas horas por dia você vai trabalhar e quantos dias de folga você vai ter na semana. Pelo que vi, o normal é trabalhar umas 4h por dia e ter 2 ou 3 dias de folga, mas pode variar.

Veja também o que está incluído, além do local pra dormir alguns hostels costumam oferecer refeições gratuitas para os colaboradores.

2.6 Dicas finais

  • Uma dica que gostaria de passar pra quem vai viajar sozinho é: A escolha do hostel é muito importante pra sua viagem! Se você está sozinho, provavelmente vai querer interagir com mais pessoas, então certifique-se de escolher um hostel movimentado e com área de convivência comum para as pessoas ficarem e conversarem. Se o hostel vender cerveja barata, isso também pode ser um bom sinal que será fácil interagir =)
  • Se você está ficando em hostel no modo tradicional (sem ser couchsurfing ou worldpackers) e viu que ele não tem tanta demanda, sugiro reservar só uma noite e depois que chegar no local você decide se vai querer ficar o resto dos seus dias lá ou vai procurar um novo lugar.
  • Por fim, vou repetir mais uma vez: Sempre, sempre, sempre olhe as avaliações dos lugares e preste atenção aos detalhes para ver o que está, ou não, incluso =)

 

Agora que você já aprendeu como conseguir hospedagem de graça, no próximo texto vou falar sobre como alugar um carro ou motorhome de graça!

– Gabriel Vinholi


Gostou do nosso conteúdo e tá procurando estágio? Da uma conferida no meu livro O Livro Negro dos Estágios na Amazon.

E se curtiu mesmo o post, coloca seu e-mail aqui embaixo =)