Será que dá pra virar milionário antes dos 30 anos?

Recentemente está na moda falar do tal trabalho com propósito e de se fazer o que ama, eu mesmo já escrevi sobre isso naquele texto sobre uma lição que aprendi com o Jorge Paulo Lemann.

Mas a real é: Esse papo não adianta nada se você não ganha dinheiro. Afinal, como diria meu avô: Dinheiro pode até não trazer felicidade, mas que acalma os nervos, acalma!

O próprio JP Lemann nunca estaria causando a revolução que está na educação, caso não tivesse ganhado dinheiro como banqueiro no início da carreira.

Juntando tudo de bom que o dinheiro pode te trazer, com a possibilidade de usá-lo para maximizar seu futuro impacto no mundo, não escondo a vontade de ganhar muito dinheiro.

Até pouco tempo atrás, sempre optei em abrir mão de oportunidades de ser mais bem remunerado, em troca de aprender mais. Quando comecei a estagiar, por exemplo, preferi ir para a Fundação Estudar, que era a organização que me oferecia o menor salário, mas onde acreditava que iria me desenvolver mais. Conselho esse repetido por muitos milionários, e presente até na mitologia grega:

Se você tentar conquistar a Deuse da Riqueza, ela irá cada vez mais se afastar de você. Contudo, se você colocar seus esforços em conquistar a Deusa da Sabedoria ela irá, aos poucos, se entregar para você e, vendo isso, a Deusa da Riqueza irá começar a correr atrás de ti.

Dá pra ser milionário antes dos 30?

Agora estou em um momento de vida mais focado em construir riqueza. Tanto que comecei a investir (se você quiser começar a investir também dá uma lida nesse texto) e a ler cada vez mais livros sobre construção de riqueza.

Ontem parei para fazer as contas de quanta grana eu precisaria para ser milionário antes dos 30, sendo que estou prestes a fazer 25 anos. Abri minha planilhinha do Excel e comecei a fazer algumas simulações. Segue o que achei:

Supondo um cenário onde:

  • Eu já comece com $25.000 investidos
  • Eu tenha um salário inicial de $2.000, mas que eu consiga fazer esse salário crescer $1.000  cada seis meses através de promoções (ou seja, ao fim de 5 anos eu estaria recebendo $11.000 mensais);
  • Eu invista sempre metade de todos os meus rendimentos (se ganho 2.000 invisto 1.000, se ganho 11.000, invisto 5.500)
  • Eu consiga manter um rendimento nos meus investimentos de 25% ao ano (isso é relativamente difícil conseguir sem se tomar riscos que possam derreter seu capital, a nossa taxa Selic está menor que 14%, o que seria o patamar seguro de retorno).

Acho que dá pra notar que é um cenário bem positivo, porém com uma boa chance de não se concretizar, afinal começar com 25mil, e em cinco anos estar com um salário de 11mil, investir metade de tudo que ganhar e ainda manter seus investimentos rendendo 25% ao ano é um cenário relativamente difícil de fazer acontecer.

Mas, supondo que seja possível fazer isso, ao fim de 5 anos, eu teria em conta pouco mais de 400mil. Pois é, menos da metade do 1milhão pretendido inicialmente.

Milionários Instantâneos

Agora vou juntar essa conta com um livro que li recentemente chamado Milionários Instantâneos, no qual o autor (um banqueiro suíço), analisou a vida de pessoas que atingiram o sucesso financeiro de modo repentino (entenda-se por repentino um intervalo de alguns meses até poucos anos).

O que você percebe lendo o livro é que ninguém se tornou um milionário instantâneo apenas com um salário no fim do mês, todos os milionários ou eram empreendedores, inventores, escritores ou vendedores.

Em resumo, o salário no fim do mês só vai te deixar milionário em um prazo de pelo menos 10 anos ou mais, e  somente caso você saiba investir.

Se você ambiciona se tornar milionário antes dos 30, e já têm mais de 20, sua única saída possível é buscar uma outra fonte de renda que possa crescer de modo não limitado ou, como Taleb chama, Escalável.

Taleb, autor de A Lógica do Cisne Negro, divide as profissões em duas grandes categorias. As não-escaláveis, que são as tradicionais, como um dentista ou um assalariado, que irá vender seu tempo, assim seu lucro nunca poderá escalar de uma maneira que o lucro de um dia ou de um projeto possa ser maior que o de um ano inteiro de trabalho. As profissões não-escaláveis são previsíveis e possuem pouco risco.

Por outro lado, temos as profissões escaláveis, que são as que fizeram milionários instantâneos. Como exemplo peguemos o caso de JK Rowling, autora dos livros do Harry Potter, ela conseguiu ganhar dinheiro de modo escalável, sem vincular seu tempo ao seu lucro. O mesmo acontece com alguns empreendedores e inventores que patenteiam suas descobertas.

O problema, no entanto, é que essas profissões são altamente imprevisíveis, leia-se arriscadas, ou seja, um pequeno numero de pessoas irá ganhar muuuuuuuuito dinheiro e a grande maioria irá acabar falindo e voltando para as profissões não escaláveis, ou apenas ganhando o suficiente para viver como um profissional assalariado comum.

Então, o que fazer para se tornar milionário antes dos 30 anos?

Queimar Navios VS 80/20

Partindo do pré-suposto que queremos ser milionários antes dos 30, teremos que nos aventurar nas profissões escaláveis, e aqui há uma divergência de como isso deve ser feito.

Uma parte das pessoas de sucesso defende que para conseguir dar certo no empreendedorismo, por exemplo, é preciso dedicação total, você precisa apostar todas as suas fichas de uma maneira que não tenha volta, pois somente assim irá se dedicar 110% para fazer aquilo dar certo.

É a história do general que conduz seu exército para a batalhar e, ao desembarcar no destino, manda queimar todos os navios e diz “Agora o único meio de voltarmos pra casa é vencendo a batalha, não é mais possível correr e voltar atrás”, fazendo seus homens lutarem como nunca antes para poderem sair vivos e retornar ao lar.

Por outro lado, Taleb usa uma estratégia nos investimento que pode ser adaptada às profissões, basicamente consiste em alocar 80% do seu capital em meios seguros e previsíveis, com chance quase zero de perda de capital. Os outros 20% serão alocados em investimentos que, caso deem certo, podem crescer de modo escalável e gerar muuuuuuito dinheiro e que, caso acabemos perdendo, não nos farão tanta falta.

Podemos pensar, ao invés de investimentos, em fontes de renda e tempo, ou seja, alocamos 80% de nossos esforços em uma profissão não-escalável e tradicional, enquanto alocamos 20% de nossos esforços em algo que possa crescer de maneira escalável e nos garantir um futuro milionário.

O caminho certo para ser milionário antes dos 30 anos

Independente de sua escolha algumas coisas são certas e comuns em praticamente todos os milionários antes dos 30:

  • Você deve ter mais de uma fonte de renda, geralmente milionários possuem no mínimo 3;
  • Uma dessas fontes de renda deve ser escalável;
  • Você precisa entender de dinheiro e investimento (se ainda não investe, leia esse texto onde explico como comecei a investir)

Caso opte por uma de suas fontes de renda ser o salário no fim do mês, dá uma lida no meu O Livro Negro dos Estágios, que vai te ensinar como conseguir um estágio na empresa que você quiser.


Se curtiu o post, coloca seu e-mail aqui embaixo =)